Filme Recomendado: Tempo de Despertar (1990)

Tempo de Despertar (Awakenings) é um filme estadunidense de 1990, dirigido por Penny Marshall e com participações de Robert De Niro e Robin Williams no elenco. O filme foi baseado no livro de Oliver Sacks, neurologista, escritor e químico, sendo quase uma biografia desse renomado profissional.

A história começa com Dr. Malcolm Sayer sendo convidado para trabalhar no hospital com pacientes que desde a década de 20 se encontram em estado catatônico, por diversos anos conseguintes, devido a uma rara doença. Dr. Sayer não tinha experiência com pacientes, uma vez que dedicou sua vida até então a pesquisas no campo da neurologia, e o mais próximo de vida após sua formação em medicina foi trabalhar com minhocas em uma dessas pesquisas.

Despreparado mas curioso, Sayer repara que embora os pacientes estejam nesse estado catatônico, existem pequenas e rápidas situações em que conseguem demonstrar alguma vida. "Ela não tem força de vontade própria mas utiliza-se da vontade da bola para pegá-la" disse ao arremessar uma bola em direção à paciente Lucy e esta pega a bola no ar como um grande reflexo, embora o resto do corpo, expressões e etc continuem no estado catatônico. Ao terminar sua declaração é ridicularizado pelos colegas de profissão.



Essa grande curiosidade e observação fez Sayer perceber que existe vida dentro dessas pessoas, uma vida que queria desesperadamente se manifestar, e passou a se interessar em formas de ajudar a provocar cada vez mais esses reflexos, percebendo que cores, formas, música, toques, despertavam uma resposta diferente ao estado quase de coma dos pacientes.

Ao longo do filme ele testa um medicamento indicado para a doença de Parkinson, acreditando que com essa droga obterá resultados mais positivos nessa doença desconhecida.

Para evitar mais spoilers, deixo o resto da história para que vocês descubram quando assistirem.

Os pontos mais importantes são de reflexão quanto a saúde, medicina cartesiana e humanidade.

Dr. Sayer, um médico da área de Pesquisas Científicas em Neurologia, tímido e introvertido é movido por uma grande curiosidade, humanidade e amor pelos pacientes e reforça nas palavras do próprio Oliver Sacks sobre o processo de saúde-doença:

   O que sabemos é que ao se fecharem as janelas químicas, outro despertar aconteceu. O espírito humano é mais forte que os remédios, é isso que precisa ser alimentado por meio do trabalho, lazer, da amizade e da família. Isso é o que importa. Foi isso que nos esquecemos, das coisas mais simples. Oliver Sacks

Sendo criticado e até mesmo humilhado em alguns momentos pelos colegas de profissão que acreditavam ser perda de tempo, ou que ele era apenas um lunático, o próprio processo e a dedicação mostrou com o tempo que são essas coisas simples que fazem grandes diferenças. A ciência, as drogas, a medicina cartesiana são importantes, mas é necessário mais do que isso para de fato ocorrer um outro despertar, é necessário humanidade, é necessário entrar no campo de saber do espírito humano e não apenas se limitar as técnicas do corpo físico/químico.

Você já assistiu esse filme? Conta aqui para a gente sua opinião, reflexões, insights, etc

O filme está disponível para assinantes do Netflix.
E também online, gratuito e dublado nesse link



Nenhum comentário:

Postar um comentário